Diários de Uma Feminista. Tecnologia do Blogger.

Nosso corpo não nos pertence ou nude feminino não é justificativa para agressão

Prefeito de Piracanjuba, sul de Goiás, Amauri Ribeiro. A tag #MeuAmigoSecreto faz referência a uma campanha que está sendo feita nas redes sociais para apontar comportamentos machistas.

‪#‎REPÚDIO‬

Prefeito de Piracanjuba, sul de Goiás, Amauri Ribeiro, justificou ter agredido a filha de 16 anos, tendo deixado-na com lesões na boca e nas costas porque SUPOSTAMENTE encontrou uma foto-nude da filha e, diante disso, ele tinha que mostrar o pai zeloso pela família que é e dar um "corretivo", como ele mesmo disse, na filha.

Adolescente de 16 anos tinha marcas nas costas e na boca.

Não sei se este ser tem filho, macho, homem/cis, mas tenho CERTEZA que ele não teria agredido o filhão, o humilhado, o espancado, caso tivesse encontrado em vez da foto da filha, a foto do (suposto) filho exibindo a rola. Talvez tivesse até perguntado: "já mandou pras amiguinhas, filhão?", e os dois ririam a vontade ao imaginar a ostentação-exibição da rola do filho.

Gostaria logo de deixar claro aqui que é ÓBVIO que os pais DEVEM alertar suas filhas do risco de tirar foto íntima, é claro que as meninas adolescentes precisam ser aconselhadas e informadas dos riscos que elas correm ao fazer nudes, porque mulher que faz nude na nossa sociedade sexista machista e misógina "merece" segundo a ordem patriarcal ser estuprada, ser exposta, ser humilhada, ser agredida, ser envergonhada.

Mas não é agredindo a mulher, seu corpo, que vai fazer com que ela se conscientize. Reacionarismo achar que surra vai fazer uma menina de 16 ter consciência da problemática de tirar foto íntima tendo em conta a sociedade fiscal de corpo feminino que temos.

Contudo, o que mais me espanta não é um homem/cis achar que tem o direito de bater na filha porque ele é dono do corpo dela, porque isso é fruto do machismo e eu como feminista já tenho consciência disso: da objetificação da mulher... o que mais me espanta, surpreende, são as pessoas que estão aplaudindo a atitude criminosa do prefeito. Empatia com a vítima zero. Tudo isso porque ela é mulher. Tudo isso porque supostamente, ou seja, segundo boatos, ela tirou foto íntima com uma amiga.



Uma menina é espancada pelo pai. Uma menina de 16 anos tem partes do corpo feridas. Uma mulher a mais para a sociedade culpar. Um homem a mais para a sociedade parabenizar.

O fato de não haver ainda a certeza da suposta foto só mostra como as pessoas criam justificativas (misóginas) pra camuflar o ato do agressor-homem/cis e culpabilizar a vítima.

Caso haja comprovação de a foto íntima ter sido tirada com uma miga, para mim fica evidente que não se trata só de machismo, mas de lesbofobia e que o pai dela realmente tinha a intensão de dar um "corretivo" na filha.

Não, senhor prefeito de Piracanjuba, não adianta declarar agora que agiu por "impulso", pois "impulso" não justifica agressão. Aliás, impulso é só mais uma desculpa que homi agressor de mulher dá quando é exposto.

Toda força a essa menina que mesmo depois de tudo isso teve a coragem de expor os fatos. Toda sororidade do mundo para ela.

NOTA

Primeiramente, a mídia divulgou uma fala do pai se justificando que havia feito o que fez, isto é, espancado a filha, por causa de uma(s) foto(s), dando a entender que tais fotos eram íntimas.
Nos comentários das matérias ou posts uns dizem que na verdade o cara soube de um "vídeo pornô" da filha, outros dizem que o pai encontrou a filha deitada na cama com o namorado. Daqui a pouco vão dizer que ela praticava zoofilia ou que transava com ETs.



Estão percebendo que sempre surgem trocentos boatos (não estou dizendo que as moças em questão/print os criaram, mas sim que estão reproduzindo o que já ouviram falar) pra tentar justificar de alguma forma a violência contra a mulher?
Estão percebendo que sempre arrumam um jeito de CAMUFLAR o ato do agressor?

Se nem na mídia podemos confiar, muito menos em comentários de gente que não está investigando o caso. 


Sobre o caso
http://g1.globo.com/goias/noticia/2015/11/denunciado-por-agressao-prefeito-diz-que-deu-corretivo-na-filha-video.html

http://g1.globo.com/goias/noticia/2015/11/policia-apura-agressao-de-prefeito-contra-propria-filha-em-piracanjuba.html

3 comentários:

  1. SE o pai ou a mãe tivessem educado em um lar equilibrado e solido nada disso teria acontecido. Se ouve erro não foi só da menina de 16 anos. Lar problemático filhos mais problemáticos. Nada justifica violência apanhei de minha mãe não acho feio dizer agradeço pelos castigos e corretivos que recebi, mas em nenhum momento fiquei com hematomas, manchas ou sangrando por causa de umas palmadas,chineladas e ajoelhada no milho, nada disso me feriu fisicamente e eu sabia e sempre entendia porque apanhava ou porque tava de castigo uns carão sempre bem dado e uma conversa seria dava jeito e muitas situações em uma família de 10 filhos em que hoje pais idosos sentem orgulho de todos serem unidos e pessoas de bem. REPITO Nada justifica espancamento dos filhos(as).

    ResponderExcluir
  2. não interessa o que a menina fez ou deixou de fazer, nenhuma atitude justifica agressão física. sexualidade é motivo pra conversa, não pra briga, exposições ou imposições.

    ResponderExcluir

Feminismo é a ideia radical de que mulheres são gente!